Olhos de caçador

  • Title: Olhos de caçador
  • Author: António Brito
  • ISBN: 9789898093
  • Page: 324
  • Format: None
  • Olhos de ca ador Olhos de ca ador conta nos a hist ria de Z Fraga soldado do ex rcito portugu s mobilizado para a guerra colonial em Mo ambique Contrabandista e passador de emigrantes vivia de expedientes e pequeno
    Olhos de ca ador conta nos a hist ria de Z Fraga, soldado do ex rcito portugu s, mobilizado para a guerra colonial em Mo ambique Contrabandista e passador de emigrantes, vivia de expedientes e pequenos golpes, nas serranias das Beiras e na fronteira com Espanha, ludibriando a GNR e a Guardia Civil, at ao dia em que preso, alistado e mobilizado compulsivamente para frOlhos de ca ador conta nos a hist ria de Z Fraga, soldado do ex rcito portugu s, mobilizado para a guerra colonial em Mo ambique Contrabandista e passador de emigrantes, vivia de expedientes e pequenos golpes, nas serranias das Beiras e na fronteira com Espanha, ludibriando a GNR e a Guardia Civil, at ao dia em que preso, alistado e mobilizado compulsivamente para frica Rebelde, escarnece da autoridade e da obedi ncia lei Quer continuar a ser um homem livre Mas sente se fascinado pela possibilidade de descobrir um mundo novo, sem limites e sem regras, que s a mobiliza o para frica lhe pode proporcionar Mulherengo, brig o, malandro, um sedutor O seu passado r stico na fronteira vai fazer dele o soldado mais adaptado que todos os outros dureza do mato africano, sendo uma refer ncia de coragem e lideran a para os soldados da Companhia O seu comportamento ousado e provocador antagoniza o com o comandante, mas admirado pelos colegas do pelot o e temido pelo inimigo.

    • [PDF] ✓ Unlimited ↠ Olhos de caçador : by António Brito Ñ
      324 António Brito
    • thumbnail Title: [PDF] ✓ Unlimited ↠ Olhos de caçador : by António Brito Ñ
      Posted by:António Brito
      Published :2020-04-15T15:59:16+00:00

    About António Brito


    1. Ant nio Brito nasceu entre as serras do A or e do Caramulo, no concelho de T bua, distrito de Coimbra, em 1949 Durante a juventude em Lisboa foi engraxador nas ruas, trepou andaimes nas obras e foi oper rio na oficina Carregou inj rias e maus tratos ao longo de hor rios que juntavam o dia e a noite, sonhando ser escritor e gente grande quando descobriu Ernest Hemingway.Aos dezoito anos alistou se na For a A rea, nas Tropas P ra quedistas, ansiando pelos avi es que o levariam para a liberdade dos grandes espa os, para descoberta de um mundo novo visto do alto.Foi mobilizado para a guerra em Mo ambique e participou em algumas das mais importantes opera es militares da guerra colonial Com dezanove anos j combatia em locais t o remotos como as florestas da serra Map , os p ntanos do rio Rovuma, o planalto dos Macondes e o vale do rio Messalo, participando em algumas das mais importantes opera es militares da guerra ultramarina.Escreveu para jornais de Mo ambique hist rias de homens e guerra Licenciou se em Direito na Universidade de Lisboa e travou outros combates com armas de justi a e lei Durante anos foi director de empresas multinacionais com objectivos t o rduos de alcan ar como o brevet de p ra quedista.Em 2007, lan ou o romance de estreia Olhos de Ca ador, baseado na vida aventurosa de Z Fraga, contrabandista e passador de emigrantes na fronteira com Espanha, soldado e guerrilheiro em frica A sua rusticidade e coragem transformaram no num l der, detestado e amado pelos homens do pelot o O livro recebeu excelentes cr ticas e foi considerado uma das melhores obras em l ngua portuguesa sobre a Guerra Colonial.Igualmente aclamado pela cr tica, seguiu se em 2009 o romance O C u n o Pode Esperar,tendo sido considerado o mais belo livro do autor, uma hist ria tecida ao longo de tr s s culos Nela se cruzam a busca do sagrado e o amor infinito, a ci ncia Inca do Novo Mundo e o obscurantismo da Inquisi o, a Restaura o da Independ ncia de Portugal e a heran a judaica.No in cio de 2012, publicou pela Porto Editora o primeiro volume da s rie SAGAL Um Her i Feito em frica Nascido num bordel, Sagal um aventureiro do nosso tempo gravemente ferido a combater pela frica do Sul como mercen rio na guerra civil de Angola Quando regressa, vive nas ruas de Lisboa como sem abrigo, at ser levado para um mosteiro budista para se reabilitar Esp cie de her i maldito, possui no entanto uma tica e valores pr prios baseados no confronto e na ac o directa para solucionar os problemas de quem lhe paga.Em finais de 2012 publica SAGAL O Profeta do Fim , o segundo livro da s rie SAGAL, inspirado na actua o criminosa das seitas evang licas, na sua liga o ao tr fico e a pol ticos corruptos Neste livro, Sagal confronta se com uma seita apocal ptica que faz interpreta es obscuras da B blia, extorquindo avultadas somas em dinheiro a crentes fragilizados pelo temor divino e pelo sofrimento f sico.Ant nio Brito dedica o seu tempo livre corrida de longa dist ncia e ao voo livre em parapente, sobrevoando serras e fal sias Profere palestras para ajudar pessoas a encontrar um sentido para a vida, ajudando as a libertarem se do des nimo, em raz o dos dif ceis tempos que vivem Paralelamente desenvolve ac es de voluntariado para os sem abrigo que vivem nas ruas de Lisboa Durante a noite, distribui roupa e sopa quente a pessoas necessitadas para quem a vida foi madrasta, levando lhes peda os de conforto e esperan a.


    421 Comments


    1. Source: antoniobrito/indexp/It is the story of a survivor named Zé Fraga, a soldier of the Portuguese Army mobilized for the colonial war in Mozambique.With a past as a smuggler and migrant smuggler on the border, he lived on expedients and small scams until the day he was arrested, enlisted and mobilized for Africa.Having lived from smuggling in the Beira mountains, his rustic past makes him a soldier more adapted than all the others to the hardness of the African bush, being a reference of co [...]

      Reply

    2. Um livro de aventuras passado em Moçambique, durante a guerra colonial. É assim que defino este livro. Acompanhamos a comissão de Zé Fraga, um contrabandista tornado soldado, mulherengo, bon vivant e "caçador de turras". A história começa com o nosso herói no fim da sua vida, vagabundo e velho, longe dos tempos áureos do desenrascanso e é a essa época que voltamos, para descortinar a glória da juventude passada no ultramar.Não está brilhantemente escrito. O autor procura emular na [...]

      Reply

    3. El día a día en la Guerra Colonial en Mozambique de un soldado durante su movilización. Odios, amistad, violencia, supervivencia, el desgaste humano llevado al límite. Una historia con medio-héroes y un villano que, si bien es ficción, no se debe de alejar mucho de lo que fue dicha guerra y de lo que son todas en general, unas más crueles que otras.A pesar del vocabulario en ocasiones grosero y soez, el escritor tiene una gran destreza para utilizar un vocabulario muy variado que define a [...]

      Reply

    4. Acompanhe a vida de Zé Fraga, soldado ao serviço do exército português durante a guerra colonial em Moçambique. Grande história de ficção que retrata um período critico da sociedade portuguesa, os seus vícios, medos, alegrias e momentos de enorme coragem. Olhos de caçador é uma homenagem a todos aqueles que viveram a guerra colonial, directa ou indirectamente e que pelos que partiram nessa nobre missão de defesa dos interesses ultramarinos.

      Reply

    5. As histórias de um soldado português em Moçambique retratadas numa escrita dura e crua.

      Reply

    6. Um Livro que se le num apice escrito de uma forma simples e crua que descreve a guerra do ponto de vista de quem a percorreu de camuflado e arma na mão.

      Reply

    7. Algumas incongruências, algumas incorreções cronológicas, um excesso de palavrões em contraste com o tipo de discurso apresentado ainda assim, é um grande livro e que vale a pena ser lido.

      Reply

    8. Um romance a lêr sobre a guerra colonial contado por um soldado.

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *